Iniciativa abrange todas as regiões do Brasil, com usinas operando em 23 estados, além do Distrito Federal.

Exatamente 80% da energia em baixa tensão que a Vivo consome serão gerados a partir de produção própria. Esse é objetivo do atual projeto da empresa, que envolve o uso de energias renováveis de origem solar (61%), hídrica (30%) e de biogás (9%). A iniciativa abrange todas as regiões do País, com usinas operando em 23 estados, além do Distrito Federal, e deve atender mais de 28 mil unidades da empresa, como lojas, torres, antenas, equipamentos de telecomunicações e escritórios.

Já em 2018, a empresa começou um modelo do projeto no estado de Minas Gerais, onde existe a concessão da Cemig, e que conta com o abastecimento das mais de 3 mil estações rádio base da Vivo. Um conjunto de usinas de fonte hídrica com capacidade de 22,4 MW foi instalado, que contou com a parceria da Hy Brazil.

No ano passado, a energia proveniente de fontes renováveis permitiu à Vivo reduzir 50% de suas emissões diretas e indiretas de gás carbônico e viabilizou à empresa neutralizar suas emissões dos gases causadores do efeito estufa. Com a expansão da geração distribuída, a Vivo tem expectativa de reduzir a aquisição de certificados nos próximos anos.

Via Bene Energy | Energia solar de verdade

texto por: portal solar

Leave a Reply

Fale no WhatsApp ao vivo
Enviar mensagem