Man worker in the firld by the solar panels

Representantes de empresas estrangeiras da indústria fotovoltaica apontam como irreversível o crescimento da fonte solar no Brasil. A avaliação é de que esse tipo de geração está mais bem posicionada para atender a futura demanda do país, especialmente com uma maior tendência de abertura do mercado livre de energia.

“Atualmente, se discute converter o setor solar como um dos motores de crescimento da economia global. Dentro desse cenário, o Brasil deve seguir por esse caminho com menor resistência. O país tem uma matriz favorável para a ampliação da geração renovável”, declarou o diretor regional da Soltec Trackers, Carlos García Mena, durante o webinar Energyear.

“O Brasil enfrenta uma situação econômica talvez pior que a internacional, pelo impacto que a pandemia trouxe. Fala-se que pode não haver leilões de energia em 2020. Acredito que o mercado livre é maduro o bastante para compensar essa possível interrupção e estou convencido que o setor solar vai ser um condutor para a retomada econômica do país”, afirmou o executivo.

O diretor de energia da Elecnor do Brasil, Javier Angoso, entende que a energia solar será fonte com a maior taxa de crescimento no país nos próximos anos. “Havendo crescimento do PIB, a demanda maior será da fotovoltaica, independentemente dos mecanismos de subsídios. É uma revolução tecnológica sem volta, que traz eficiência e economia. A matriz do Brasil é muito forte em hidrelétricas, que é uma fonte que supre algumas carências da solar.”

Via Bene Energy | Energia solar de verdade

texto por: portal solar

Leave a Reply

Fale no WhatsApp ao vivo
Enviar mensagem