Desenvolvida pela BAE Systems, drone de alta altitude tem o potencial de permanecer no ar por um ano, com objetivo de detectar incêndios florestais e vigilância marítima.

A aeronave solar-elétrica PHASA-35, da BAE Systems, acaba de concluir o primeiro teste com sucesso. O modelo poderá ser usado para vigilância marítima a partir da estratosfera da Terra e tem potencial para permanecer no ar por um ano. Em comunicado publicado no dia 17 de fevereiro, a BAE Systems destacou que esse voo marcou o primeiro teste totalmente integrado do sistema PHASA-35.

Ainda segundo a nota da empresa, o modelo é caracterizado como veículo HALE (High Altitude Long Endurance) e nutrido pelo Sol durante o dia e por baterias de longa duração durante a noite, possibilitando que a aeronave mantenha o voo por até um ano operando na estratosfera, a região superior da atmosfera da Terra.

O teste de voo aconteceu na Faixa de Testes Woomera da Real Força Aérea da Austrália (RAAF) no sul da Austrália. A iniciativa tem patrocínio do Laboratório de Ciência e Tecnologia de Defesa do Reino Unido (DSTL) e do Grupo de Ciência e Tecnologia de Defesa da Austrália (DSTG).

Com envergadura de 35 metros, o PHASA-35 foi desenvolvido para operar sem tripulação na estratosfera, com o objetivo de ser usado para detectar incêndios florestais e para vigilância marítima.

Via Bene Energy | Energia solar de verdade.

Leave a Reply

Fale no WhatsApp ao vivo
Enviar mensagem